Entrevista sobre sedentarismo - Revista Place News

Fui convidado para escrever sobre sedentarismo para a edição de setembro revista Place News. Abaixo envio a entrevista completa:

 

Como o sedentarismo pode influir diretamente no comportamento do corpo?

O estilo de vida sedentário ocasiona diversos problemas à nossa saúde. Há uma relação direta entre o sedentarismo e doenças coronarianas, obesidade, diabetes, osteoporose, doenças mentais e risco de câncer. A atividade física regular contribui para minimizar estes problemas. Estudos apontam que a atividade física promove aumento da densidade óssea, melhora da capacidade respiratória e benefícios circulatórios, aumento da massa muscular, controle da glicemia, redução do percentual de gordura corporal, diminuição na pressão arterial, melhora da coordenação e equilíbrio, melhora a auto-estima e a disposição para as atividades diárias, dentre diversos outros benefícios.

 

Quais comportamentos podem evitar a vida sedentária? Como dar o “primeiro passo” para fugir do sedentarismo?

O principal fator para fugir do sedentarismo é começar a se mexer. Se você não tem condição financeira de pagar por um serviço de personal training, que é o melhor acompanhamento que se pode ter, uma simples caminhada no parque ou um treinamento em uma academia de bairro podem ajudar consideravelmente. Basta ter força de vontade para iniciar uma atividade. Devemos começar por uma atividade que seja prazerosa, que façamos sem pensar que estamos sendo obrigados a isso. Depois, com o passar do tempo, progredimos para as atividades que vão nos trazer mais benefícios, como a musculação, a qual costumo dizer ser a mais benéfica de todas as atividades.

 

A falta de atividades físicas está relacionada a problemas de saúde de todos os gêneros. Mas como evitar isso no dia a dia, de forma prática, com pouco tempo?

A estratégia mais eficaz é otimizar o tempo. Fazer tudo o que você precisa fazer sem enrolar ou deixar para depois. Temos que ter em mente que nosso corpo é prioridade, pois sem ele não fazemos nada. Costumo dizer que a atividade física é o melhor remédio que uma pessoa pode tomar. Já foi amplamente discutido em congressos de medicina e esporte que a atividade física reduz consideravelmente as doenças e é um poderoso estimulante para a mente, através das endorfinas, substâncias liberadas com o exercício que promovem uma sensação de bem-estar. É importante reservar um período do dia para nós mesmos. Meia hora diária basta para que possamos ganhar mais saúde.

 

Quais fatores, além das atividades, estão relacionados com o bom desempenho do corpo? E ao contrário, quais são os principais fatores de risco? Como identificá-los?

Para mantermos um estilo de vida saudável e o organismo em bom funcionamento, é fundamental, além da prática de atividade física, mantermos uma dieta equilibrada e um sono adequado. Esses são os três principais fatores para ganharmos mais qualidade de vida. Na contramão, os principais fatores de risco para uma saúde ótima são a obesidade, o fumo, as drogas em geral (inclusive o álcool), o colesterol elevado (colesterol mau – LDL e VLDL), as doenças como hipertensão, diabetes, cardiopatias, etc. Para minimizar os riscos e garantir a longevidade, o acompanhamento médico, nutricional e de um personal trainer é fundamental.

 

Quais são as dicas básicas para quem quer sair da vida sedentária e tem dificuldade de adotar uma rotina mais regrada e benéfica à saúde, até mesmo além das atividades?

Algumas atividades simples podem fazer toda a diferença para quem tem um estilo de vida sedentário. Uma simples caminhada até a padaria ou supermercado mais próximo, utilizar as escadas tradicionais em detrimento ao elevador ou às escadas rolantes, realizar atividades domésticas como limpar a casa, sair com o cachorro para passear, dentre outras, podem ser um início para quem quer obter mais qualidade de vida.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!