Os suplementos alimentares são seguros?

O consumo de suplementos alimentares vêm crescendo nos últimos anos, para as mais diversas finalidades. Hipercalóricos, hiperproteicos, aminoácidos, fat burners, repositores... a lista é grande, mas será que todos estes suplementos são seguros?

Recentemente li uma reportagem do jornal Folha de São Paulo que alertava para o uso de hormônios na composição de alguns hiperproteicos (whey protein), visando aumentar a massa muscular do indivíduo consumidor. A pergunta é: será que tudo que encontramos nas lojas de suplementos alimentares é seguro? Será que a embalagem realmente traz todos os compostos do produto, ou nos é ocultada alguma informação?

 

Segundo estudo de Hirschbruch, Fisberg & Mochizuki (2008), na maior parte dos suplementos não há provas de benefícios à saúde e à performance. Em grande parte das vezes os benefícios apresentados têm muito mais relação com fatores psicológicos (ex: o indivíduo achar que está mais disposto ao ingerir uma bebida energética), do que com fatores fisiológicos propriamente.

 

Para você ter certeza do que vai colocar dentro do seu organismo e evitar dosagem excessiva, recomendo a orientação de um nutricionista especializado em nutrição esportiva. Certamente a orientação passada por ele terá um custo maior do que pegar aquela dica com seu amigo, ou consultar um professor que não tem formação acadêmica para tal, mas lhe dará a segurança de estar tomando algo certificado por um bom profissional, e que não lhe causará danos à saúde.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!